UMA ANÁLISE DAS DÍADES EM POLÍTICAS PÚBLICAS PARA EDUCAÇÃO SUPERIOR

UMA ANÁLISE DAS DÍADES EM POLÍTICAS PÚBLICAS PARA  EDUCAÇÃO SUPERIOR

Resumo

O sistema educacional brasileiro e os seus diversos níveis de ensino registram uma evolução marcada pela desigualdade desde os tempos remotos. Este trabalho analisa o ensino superior a partir de uma reconstrução da sua evolução histórica e apresenta também uma análise das políticas educacionais nos dias atuais. Aborda também, a periodização do ensino superior no Brasil e a descrição de alguns programas e ações adotadas pelo governo, na educação na perspectiva da ampliação e melhoria na educação.

Continue lendo UMA ANÁLISE DAS DÍADES EM POLÍTICAS PÚBLICAS PARA EDUCAÇÃO SUPERIOR

TRANSPLANTE DE CÉLULAS-TRONCO HEMATOPOÉTICAS

TRANSPLANTE DE CÉLULAS-TRONCO HEMATOPOÉTICAS NO
TRATAMENTO DE LEUCEMIA MIELOIDE AGUDA
Leda Rosina Fonseca da Silva, Prof. Me. Rogério Serrano Gallo
Universidade Mogi das Cruzes – UMC/VL
Resumo
Leucemia Mieloide Aguda é uma doença maligna caracterizada pela proliferação de  células imaturas da linhagem mieloide que invadem o sangue periférico. A fase de  indução é o inicio do tratamento, onde é utilizado ciclos, respeitando o protocolo, de  quimioterápicos, um dos mais utilizados é Ara-C (antraciclina associado a  citrarabina), com o intuito de eliminar células leucêmicas e atingir a remissão
completa. Pós-remissão é a fase seguinte, no qual é uma terapia adicional com  objetivo de eliminar células remanescentes da medula óssea, pois podem haver  resíduos de células leucêmicas que não são detectáveis e podem se desenvolver e  levar a recidiva. Nessa fase podem ser usados quimioterápicos em altas doses de
Ara-C ou transplante de célula-tronco hematopoética (TCTH), podendo ser  alogênico, quando as células-tronco são de um doador saudável e com HLA  compatível, ou autólogo, quando as células-tronco são do próprio paciente.

Continue lendo TRANSPLANTE DE CÉLULAS-TRONCO HEMATOPOÉTICAS

PRINCÍPIOS METODOLÓGICOS DO TRABALHO REFLEXÃO E AUTOAVALIAÇÃO

INTRODUÇÃO
A escola que desponta como um grande sucesso empresarial ao longo da última década tem se preocupar em atender pais cada vez mais exigentes e que cada vez necessitam mais do apoio da escola na educação dos filhos. Lidar com pais que trabalham fora não são nenhuma novidade no universo educacional, mas, novos fatores têm modificado as necessidades deles que buscam mais das escolas, esperam que a escola possa também auxilia-los na formação moral dos filhos e também protegê-los da violência das ruas.

Como toda a sociedade, porém, o trabalho realizado pelos docentes sofreu profundas alterações nos últimos anos.

As bases para as transformações estão na própria evolução vivida no mundo. E não apenas tecnológica, mas também de comportamento, pedagógica, na administração do ensino, no comportamento dos alunos e no reconhecimento pelo trabalho.

Continue lendo PRINCÍPIOS METODOLÓGICOS DO TRABALHO REFLEXÃO E AUTOAVALIAÇÃO

Medições de Processos

As Medições do Processo

Este tópico tem como objetivo apresentar conceitos básicos sobre as diferentes

medições do processo, que permitem conhecer e estabelecer entendimentos apropriados para o planejamento estratégico.

2.4.1 Por Que Fazer Medições?

No que se refere à medição, análise e melhoria, o item 8.1 da NBR ISSO 9001:2000 (2000) destaca que a organização deve planejar os processos necessários de monitoramento, medição, análise e melhoria para evidenciar a conformidade do produto, assegurar a conformidade do sistema de gestão da qualidade, o que deve incluir a determinação dos métodos aplicáveis, incluindo

técnicas estatísticas e a extensão de seu uso.

O item 8.2.3 da NBR ISO 9001:2000 (2000, p.13) trata especificamente da medição e monitoramento de processos, A organização deve aplicar métodos adequados para monitoramento e, quando aplicável, a medição dos processos do sistema de gestão da qualidade. Esses métodos devem demonstrar a capacidade dos processos em alcançar os resultados esperados. Quando os resultados do processo não são alcançados, devem ser executadas correções e ações corretivas, como apropriado, para assegurar a conformidade do produto.

De acordo com Harrington (1993, p.204), As medições constituem uma parte fundamental de nosso modo de vida. Medimos tudo: nossas vidas em segundos, minutos, horas, dias e meses; a distância de nossa viagem em milhas; a comida que compramos em quilos, ou gramas; o leite que bebemos em litros etc. As medições constituem um aspecto tão importante em nossas vidas que não saberíamos como fazer sem elas.

Continue lendo Medições de Processos

COMO SER UM VERDADEIRO LIDER

 

A liderança exige dedicação. Ela deve ser exercida com a consciência de que envolve um compromisso de natureza espiritual. O líder tem grande responsabilidade com relação aos seus liderados.

O líder precisa ter uma influência pessoal sobre o grupo. Não é suficiente apenas aparecer ou chamar atenção dentro do grupo. É necessário ter prestígio e, graças a esse prestígio, influenciar o grupo. Essa influência tem que se originar na confiança, no amor e no respeito que o grupo tem pelo seu líder.

O líder não precisa ser complexo, a eficácia do líder está em unir pessoas para um objetivo comum e fazer com que cada membro da equipe exponha o que tem de melhor. Para que isso funcione, há a necessidade de uma visão, uma visão compartilhada entre todos. Só assim a prosperidade da equipe terá condições de se manter mesmo em épocas de maior escassez. Entretanto, o ingrediente básico é a confiança. Confiança mútuo entre líder e liderado.

Os componentes do grupo não devem só obedecer a ordens, mas agir de determinada forma porque sabem que o seu líder aprecia essa atitude.

O líder está sempre ligado a um grupo. Não existe um líder sem liderados. É necessário que ele conheça e compreenda o grupo levando-o a alcançar objetivos que interessam e atendam às necessidades do grupo. O líder deve trabalhar para atingir objetivos, com a cooperação de todos.

O líder deve conhecer as formas de liderança e aplicá-las sabiamente.

A liderança pode ser exercida de três formas básicas. Existem no mínimo mais três adicionais. As formas básicas são:

Continue lendo COMO SER UM VERDADEIRO LIDER

Dicas = Processo Administrativos

Em administração de empresas, processo é o conjunto de atividades realizadas na geração de resultados para o cliente, desde o inicio do pedido até a entrega do produto. De acordo com outro conceito mais moderno, que é transdisciplinar, processo é a sincronia entre insumos, atividades, infra-estrutura e referências necessárias para adicionar valores para o ser humano.

  • A Metodologia é o estudo dos métodos. Ou então as etapas a seguir num determinado processo. Tem como finalidade captar e analisar as características dos vários métodos disponíveis, avaliar suas capacidades, potencialidades, limitações ou distorções e criticar os pressupostos ou as implicações de sua utilização. Além de ser uma disciplina que estuda os métodos, a metodologia é também considerada uma forma de conduzir a pesquisa ou um conjunto de regras para ensino de ciencia e arte.
  • Em Gestão de Projectos, existe a metodologia geral e a metodologia detalhada. A metodologia pode ser dividida em vários métodos até chegar num determinado objetivo.

 

 

ADMINISTRAÇÃO POR PROCESSO – Estilo de administração orientada para pessoas e não unicamente para resultados. A chefia deverá apoiar os esforços para melhorar a maneira que os empregados realizam o trabalho.

Continue lendo Dicas = Processo Administrativos