Educação financeira para crianças

Educação financeira para crianças

Para que uma criança cresça com a capacidade de fazer melhor o uso do dinheiro, obter controle dos impulsos de consumo, deverá ser capacitada desde tenra idade.

Da a importância de se estimular uma mesada ou semanada, de forma que a criança possa ter o domínio da verba e partir daí aprender a fazer escolhas e a arcar com elas.

No princípio e provável que a crianças façam as escolhas erradas (quebre a cara), o que é perfeitamente normal, pois está numa faze de aprendizagem. Deve-se aproveitar o momento apresentar as consequências da escolha e refletir porque chegou a tal situação.

Nas primeiras idades de 2 a 3 anos as crianças não são capazes de entender o valor do dinheiro mas é possível mostra-lhe a diferença entre o que é caro e barato. Também é possível ensinar a discernir entre o que comprar por necessidade ou por impulso. Também é interessante ensinar a não desperdiçar, um exemplo uma bolacha que a criança dá uma mordida e joga fora o restante, orientando a criança a não desperdiçar o alimento. No caso dos brinquedos, quando a criança ganha um brinquedo novo brinca por pouco tempo e deixa de lado, orientar a criança do valor do brinquedo e não deixar de lado. Nesta idade mesmo não tendo a noção de valor do dinheiro dar um porquinho e ensinar a criança a guardar dinheiro para comprar um brinquedo ou um ingresso, introduz a criança no entendimento futuro de poupar dinheiro.

Quando a criança tiver noções das operações matemáticas simples (somar e subtrair), ao redor dos 6 anos de idade, segundo especialistas, podemos oferecer a semanada, pois já consegue reconhecer o quando está recebendo e poderá identificar o que quer comprar e se tem recursos para isso. Para facilitar a aprendizagem, oferecer R$ 1,00 por ano de idade por semana, para que a criança consiga contar e administrar. Uma criança de 6 anos de idade irá receber R$ 6,00 por semana. E a cada aniversário, a mesada sobe. A crianças aprende a conta com isso. Com esses passos introduzimos a noção de valores e importância daquilo que querem comprar, e as consequências das escolhas que fizerem. E importante supervisionar de perto o uso que a criança faz com o dinheiro, para assegurar que a criança está fazendo o uso correto, está aprendendo a administrar o dinheiro e orienta-la sempre que necessário.

A partir dos 12 anos de idade, o pré-adolescente já deve possuir maturidade suficiente para receber mesadas. A partir desta idade, o cálculo sobre a quantia a ser dada sofre reajustes:

  • Dos 12 aos 13, multiplicar a idade por R$ 8,00
  • Dos 15 aos 18, multiplicar a idade por R$ 12,00

Existem bons sites com conteúdo de educação financeira para estimular as crianças:

1 – Turma da bolsa

Link: http://www.bmfbovespa.com.br/pt_br/educacional/educacao-financeira/turma-da-bolsa/apresentacao/

O Turma da Bolsa, o programa de educação financeira criado pela BM&FBOVESPA para crianças, tem o objetivo de estimular o aprendizado dos conceitos básicos de educação financeira por meio de conteúdos criados para crianças de 7 a 10 anos, pais e educadores.

Vídeos – disponível em três temporadas, a série “O Porco e o Magro” ensina as crianças a lidar com dinheiro de forma divertida. A primeira e a segunda temporada apresentam noções gerais de educação financeira. A terceira traz os principais conceitos de educação financeira  por meio das receitas simples que o Magro prepara para agradar o Porco.

Pais – conheça os temas relacionados à educação financeira tratados nos vídeos e como eles são apresentados para as crianças.

Educadores –sugestões de planos de aula estão disponíveis para tratar de temas econômicos e financeiros em sala de aula. Cada um deles propõe ema série de atividades para desenvolver determinadas competências nos alunos.

Personagens – saiba tudo sobre as paixões, os programas de TV prediletos e os interesses e os temas da vida de Magro, Porco e Pigmaleoa, os personagens que animam a Turma da Bolsa.

2 – Bankids

Link: http://www.canalkids.com.br/bankids

Neste site a criança vai aprender não só o valor do dinheiro mas também sobre outros valores muito importantes. E que na vida tudo pode melhorar ou piorar de acordo com que a gente aprende e ensina, dá e recebe.

3 – Bate-Bola Financiero

Link: http://www.bancodobrasil.batebolafinanceiro.com.br/

Neste jogo os estudantes de todas as idades aprendem os principais conceitos sobre poupança e gastos, orçamento e o uso inteligente do crédito na preparação para o jogo.

Autor: Alexandre B. Fernandes